Badeco: elegância no trato da bola

Postado em Craques, UOFC Centenário


Sexta-feira, 4 de novembro de 2016 às 20h47

 

Badeco: Foto: aloimage

Badeco: Foto: aloimage

Este é outro craque que vai contar sua história brilhante nas páginas do Livro Centenário do UOFC. Leia alguns trechos do bate-papo, durante a entrevista.

Sobre a Portuguesa, celeiro de craques

– Quando eu vim para a Portuguesa de Desportos, o Julinho Botelho era o treinador dos juniores.

No Corinthians

– Cheguei ao Corinthians, tinha Luisinho, Baltazar, Cabeção (...) Pensei: Eu estou no meio desses caras, saí de um time pequeno lá de Joinville (América F.C.). Eu só os conhecia pelo jogo de botão (...)

Intervalo de jogo

– Na minha estreia contra o Bragantino (já em SP) estava tão nervoso que o ponta-direita deles bateu o escanteio, eu dominei a bola e a bola voltou pra ele.
- (...) no intervalo o Dino Sani chegou e falou: “Badequinho, dominando a bola assim você quer jogar no Corinthians? Acho que você vai voltar pra Santa Catarina... (risos durante a entrevista). Joga como se tivesse jogando em Joinville.