União dos Operários realiza sua tradicional Festa Junina

Postado em Social, UOFC Centenário


Quinta-feira, 13 de outubro de 2016, às 18h50 – atualizado às 19h31


Este é um dos momentos mais esperados do ano, na verdade a festa aconteceu no início do mês de julho, por isso é chamada de “Festa Julina” pelos associados. Imagens na página Flickr (vejam as novas imagens) do UOFC, mostram o making off dos preparativos com os associados se empenhando; em seguida vemos fotografias da festa e o dia seguinte, quando lá estavam eles novamente, conversando sobre o evento.

 

Festa Junina do UOFC: momentos que antecederam a festa, com a decoração, últimos preparativos dos alimentos e bebidas e detalhes finais. Foto: aloimage

Festa Junina do UOFC: momentos que antecederam a festa, com a decoração, últimos preparativos dos alimentos e bebidas e detalhes finais. Foto: aloimage

 

Desde a compra dos ingredientes, à produção das comidas, encomendas, carnes e tudo mais, foram feitos pelos associados do clube que também cuidaram da decoração e os últimos detalhes para receber seus convidados. Havia quiosques de churrasco, food truck servindo cachorro quente, chopps e refrigerantes à vontade, milho, quentão, pipoca, caldo verde, doces e uma intensa movimentação.

Por volta das 21h, quando muitos convidados ainda chegavam ao clube, a reportagem do Projeto Centenário foi conversar com alguns dos muitos emblemáticos associados do clube.

“Festa maravilhosa, todas as festas nos orgulham e nos dão satisfação. Esta é mais uma festa linda”, declarou Ubirajara Amâncio da Silva, o Bira, presidente da Comissão do Projeto Centenário que envolve todos os festejos alusivos aos 100 anos do clube.

 

Festa Junina do UOFC, diretoria posa para foto: Trabalho de união proporciona uma comemoração sem retoques, onde todos saíram felizes e satisfeitos. Foto: aloimage

Festa Junina do UOFC, diretoria posa para foto: Trabalho de união proporciona uma comemoração sem retoques, onde todos saíram felizes e satisfeitos. Foto: aloimage

 

Nos dias que antecederam a Festa Junina, tradicionalmente comemorada pelo UOFC, e também após a realização de mais essa festa, os comentários foram elogiosos. Aproximadamente 400 pessoas participaram e a música ao vivo animou a pista de dança até o início da madrugada.

“Essa alegria não vem de hoje, já são 20 anos que nós estamos organizando essa festa é hoje está arrebentando”, disse o atual presidente do clube Roberto Davi, o Babé. Sob seu olhar, que parece um tanto alheio ou desatento, está a organização geral. Ele supervisionou a produção de tudo o que foi servido, empenhou-se na compra dos ingredientes e outros tantos detalhes importantes para que todos pudessem se divertir. “Tem gente ‘saindo pelo ladrão’, mas não tem muita fila, no churrasco tem meia dúzia de pessoas; no hot dog, três ou quatro; acho que está indo tudo bem”, avaliou com a certeza de quem sabe o que diz.

 

Festa Junina do UOFC - dia seguinte: "como ninguém é de ferro", petiscos e chopps da festa. Foto: aloimage

Festa Junina do UOFC - dia seguinte: "como ninguém é de ferro", petiscos e chopps da festa. Foto: aloimage

 

Cada um dos membros da diretoria ou associados se empenha para que tudo transcorra com tranquilidade e nada melhor do que a experiência de algumas décadas. “Nossa família, esposa, filhos, sobrinhos, todos participam das festas como esta, onde todas as famílias se reúnem e é só alegria”, diz o atual diretor-financeiro Zito, que já soma 38 anos no clube. Questionado sobre os 100 anos do UOFC ele revela o prazer de ver todos reunidos. “Todos se divertindo. Eu vejo muitos rapazes hoje com seus filhos que chegaram aqui quando crianças, bebezinhos. Então a gente vai se renovando”, orgulha-se.

No aspecto Social da festa, ficamos com a palavra de um dos diretores, mais conhecido como Farelo. “O que nós procuramos fazer neste ano aqui foi organizar uma festa que agregasse mais pessoas e trouxesse mais convidados para que o clube tivesse um resultado diferente, não só financeiro, mas também no sentido de que as pessoas conheçam a estrutura do Operários e aquilo que o clube pode oferecer socialmente”. Para o diretor, o objetivo é que a diretoria recém-empossada cubra todas as necessidades a altura de uma festa alusiva ao Centenário. “Pra gente buscar uma comemoração digna de uma festa de 100 anos que não é uma coisa simples de acontecer na várzea”, conclui